Terça, 07 de Fevereiro de 2023
22°C 28°C
Maceió, AL
Publicidade

Sebrae leva empreendedorismo a comunidades carentes do Rio de Janeiro

As inscrições são feitas pelo site

24/01/2023 às 09h11
Por: Colaboração para o Jornal Online Alagoas Fonte: Agência Brasil
Compartilhe:
© Elza Fiúza/Agência Brasil
© Elza Fiúza/Agência Brasil

Instituições do Terceiro Setor que atuam com capacitação profissional e geração de renda para pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica, residentes em comunidades, podem se inscrever até o próximo dia 10 de fevereiro para a chamada pública Conexão Sebrae Terceiro Setor. As inscrições são feitas pelo site .

Serão selecionadas 20 instituições de todo o estado do Rio de Janeiro. No dia 28 de fevereiro, elas participarão de reunião com o Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae RJ) para propor um cronograma de ação para o ano de 2023. As instituições selecionadas farão parte da Rede Comunidade Sebrae durante todo o ano, podendo realizar atividades de março até 31 de novembro. A parceria Sebrae RJ e Terceiro Setor poderá ser estendida por até um ano.

O analista do Sebrae RJ, Guilherme Allan, disse àAgência Brasilque o objetivo do edital é reunir fundações, associações, instituições religiosas que já atuem em comunidades “para que a gente, junto, consiga atender mais pessoas em situação de vulnerabilidade social”. O Sebrae RJ vai levar para as instituições selecionadas cursos, palestras e oficinas. “Talvez a instituição já tenha, por exemplo, curso de capacitação de cabeleireiro. A gente vai levar o curso de empreendedorismo, para que essa capacitação seja ainda mais completa. É o Sebrae entrando com a sua expertise e a instituição já atuando como atua”.

Acesso

O Sebrae está presente em 20 comunidades da região metropolitana do Rio de Janeiro, onde promove o empreendedorismo e contribui para que milhares de pequenos empreendedores melhorem a gestão dos seus negócios e tenham acesso a produtos e serviços da instituição. Agora, o Sebrae RJ quer ampliar o número de comunidades atendidas. Por isso, o edital está aberto para instituições do Terceiro Setor de todo o estado. “Quanto mais territórios diferentes, melhor”, assegurou o analista. A rede de parceiros visa fortalecer os empreendimentos em comunidades.

“A gente vai levar todos os nossos cursos, nosso material didático. Daí estarmos selecionando esses parceiros em todos os locais, para conseguir aumentar o número de comunidades que a gente atende”, esclareceu Guilherme Allan. Caberá à instituição ceder espaço para que os cursos e oficinas sejam dados nas comunidades, além de ter conexão no território. As oficinas e cursos ensinarão, entre outras coisas, como administrar um negócio, como definir preços para que esse negócio prospere e dê lucro, disse Allan.

Elegíveis

Estão aptas a participar do processo seletivo pessoas jurídicas, instituídas como associação, fundação ou organização religiosa. Todas as instituições devem ser sem fins lucrativos, destacou o Sebrae RJ.

Em relação às instituições religiosas, serão aceitas somente aquelas que se proponham a atender pessoas de qualquer credo. Não serão aceitas também instituições com qualquer tipo de vínculo a políticos ou partidos.

O Sebrae RJ informou ainda que a pessoa jurídica precisa ter atuação em territórios vulneráveis, como favelas e comunidades, ou ter como público-alvo pessoas em situação de vulnerabilidade social. Essas pessoas jurídicas deverão atuar com projetos de geração de renda, qualificação profissional ou inserção no mercado de trabalho, não sendo aceitas instituições esportivas e outros fins. Além disso, a instituição deverá ter sido constituída há, no mínimo, um ano, e ter atuação no estado do Rio de Janeiro.

O edital completo pode ser conferido no site . Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail: comunidadesebrae@rj.sebrae.com.br.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários